terça-feira, 16 de novembro de 2010

Brandon Flowers - Flamingo


Artista: Brandon Flowers
Álbum: Flamingo
Data de lançamento: 3 Setembro 2010
Género: Rock Alternativo, Pop Rock, New Wave
Editora: Island Records, Vertigo Records
Lista de faixas:

1 – “Welcome to Fabulous Las Vegas”
2 – “Only the Young”
3 – “Hard Enough” (com Jenny Lewis)
4 – “Jilted Lovers & Broken Hearts”
5 – “Playing with Fire”
6 – “Was It Something I Said?”
7 – “Magdalena”
8 – “Crossfire”
9 – “On the Floor”
10 – “Swallow It”

Álbum a solo de Brandon Flowers, aproveitando uma pausa da sua banda The Killers. Não soa mal a ideia e também não soa mal o disco. Mais livre e já sem estar agarrado ao nome duma banda que supostamente já tem um estilo definido, Flowers decidiu então dar asas ao seu som e expandiu-o, fazendo deste “Flamingo” mais Pop do que qualquer outro registo dos The Killers – talvez pegando em “Human” como ponto de partida e depois esticando-o. Logo, podendo-se afastar do seu Rock alternativo, Flowers trabalha aqui em muitas canções baseadas nos sintetizadores – tocados por ele mesmo. Não há muito a acrescentar sobre as características das canções, são simples, soam a um New Wave recente mais moderado, há influências mínimas de Country e de algum Rock antigo e se não fossem essas pequenas explorações, com a reconhecível voz de Flowers, soaria a um disco dos The Killers. No entanto há algo nestas 10 músicas que não se pode negar, de forma alguma: o impacto dos refrões e a capacidade de Flowers em escrever excelentes melodias envolventes que se prendam na nossa cabeça durante algum tempo – isso já era perceptível nos The Killers. Não há como negar isso no single “Crossfire” por exemplo, – que na cadeia de rádios de música comercial Pop Rock, tem que se destacar como uma das melhores – na dançável “Was It Something I Said?”, no excelente segundo single “Only the Young” e na conclusiva “Swallow It”. Mesmo que o disco se arraste num percurso relativamente contínuo – um conjunto de boas canções – não deixa de haver uma certa versatilidade, como por exemplo passarmos por uma rítmica e mexida “Was It Something I Said?”, canções calmas como “On the Floor”, pequenos hinos de alegria como “Welcome to Fabulous Las Vegas”, uma balada mais “quente” como a “Crossfire” e um dueto com Jenny Lewis, a vocalista dos Kilo Riley para uma boa dupla de diferentes vozes. Atenção que esta experiência a solo de Brandon Flowers não indica um fim dos The Killers, logo ainda há mais do quarteto para vir. E talvez seja mesmo isso que os fãs queiram, um novo CD de The Killers. Até lá, este “Flamingo” ainda serve para agradar e ir aquecendo o ouvido várias vezes. Talvez muito simples para o artista ambicioso que é Brandon Flowers, mas não deixa de ser um bom disco.

Avaliação: 7,6


1 comentário:

  1. E se eu disser que agora mesmo quero dançar flamengo contigo ??

    ResponderEliminar